meio ambiente

Nossa Constituição, um simples pedaço de papel? - José Carlos Zebulum

Os moradores e simpatizantes de Teresópolis estão perplexos com o que está por acontecer justamente no local mais visitado e divulgado da cidade serrana: é que a deslumbrante floresta nativa que circunda o terreno da CBF na Granja Comary, pode estar com os dias contados. O local já foi todo demarcado, algumas dezenas de árvores derrubadas — inclusive espécies objeto de proteção especial, tais como o palmito-juçara, tudo isso em função de ambicioso empreendimento imobiliário que, se for adiante, substituirá a bela paisagem verde que se vê por trás do lago e da sede da CBF, por 23 casas de alto luxo, colocando em risco o equilíbrio do ecossistema da região.

 

O que mais impressiona é que o desmatamento ocorre às escâncaras, em área de preservação permanente, objeto de rígida proteção ambiental, como se pode verificar a partir do recém-aprovado Código Florestal. Não fosse só isso, a construção que se pretende levar adiante, em topo de morro, cria sério risco de desabamento, justamente na região serrana, onde as chuvas de verão costumam causar grandes tragédias.

A própria CBF também será afetada, já que o local fora escolhido cuidadosamente para que os jogadores e a comissão técnica pudessem ter a necessária privacidade e segurança por ocasião da concentração e treinamento da seleção. Ao que tudo indica, a entidade, apesar dos milhões investidos em recente reforma promovida no centro de treinamento, terá que procurar outro local para concentrar e treinar a seleção, já que o acesso às referidas casas será feito pelos portões da CBF, e algumas delas terão vista frontal para os campos de treinamento e dependências internas. 

A educação como instrumento transformador da consciência ambiental - Claudia da Motta Custódio Paes Alves

O debate internacional sobre as concepções e práticas em Educação Ambiental não é recente. Desde a década de 1970, a expressão Educação Ambiental vem sendo explicitamente utilizada para qualificar iniciativas que visam à conscientização da sociedade sobre as questões ambientais. 

A declaração da Conferência Intergovernamental sobre Educação Ambiental, realizada em 1977, apontou para um processo educativo orientado a partir da solução de problemas ambientais com enfoque interdisciplinar. A Educação Ambiental tem sido amplamente debatida desde a Conferência de Estocolmo, em 1972, com a elaboração do Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global, na Rio-92, e com os compromissos firmados durante a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), em 2012.

No Brasil, os princípios e diretrizes gerais do ensino sobre o meio ambiente foram delineados com os Parâmetros Curriculares Nacionais, em 1998, e instituídos pela Lei de Política Nacional de Educação Ambiental, em 1999. Tais iniciativas fortaleceram o desenvolvimento e disseminação de políticas públicas permanentes de ensino no âmbito nacional voltadas à produção de materiais didáticos, e a criação e desenvolvimento de práticas pedagógicas cada vez mais aproximadas das discussões mundiais.