Curso de Extensão: Direito Previdenciário Aplicado

Coordenador: Prof. Dr. Caio Márcio Gutterres Taranto.
 
Datas: 13/05, 17/05, 10/06 e 24/06.
 
Local: Campus Antonio Paulo Capanema de Souza, Av. Alberto Torres, 111 - Alto, Prédio Flávio Bortoluzzi - sala 401.
 
Horário: de 9h às 16h.
 
Publico Alvo: Estudantes de direito, egressos, advogados e servidores públicos.
 
Objetivo: preparar e reciclar o profissional da área jurídica para atuação em demandas relativas ao Regime Geral de Previdência Social.
 
Inscrição: www.UNIFESO.edu.br

Crianças superdotadas: mitos e verdades - Maria Terezinha Espinosa de Oliveira

O pensamento popular em relação às crianças superdotadas está fortemente enraizado em estereótipos muitas vezes errôneos. Imagina-se aquela criança de classe média alta, com ótimos resultados na escola e que se destaca com um potencial promissor.  Isso é um mito! Nos últimos anos em muitos países a atenção para os estudantes talentosos tem crescido significativamente. A sociedade do conhecimento e o grande desenvolvimento tecnológico das últimas décadas ampliou o interesse por uma nova riqueza relacionada ao capital intelectual. Com isso programas dedicados às pessoas talentosas estão sendo criados levando-se em conta que a Organização Mundial de Saúde (OMS) calcula que em média 5% da população tem algum tipo de superdotação. 
 
A superdotação ainda é vista como algo raro e muitos se espantam diante de uma criança ou adolescente diagnosticada como superdotada. Na verdade, os superdotados estão em diferentes culturas, etnias, sexo e classes sociais. Estudiosos afirmam que o conhecimento sobre as pessoas com altas habilidades/superdotação está impregnado de mitos, dos quais pretendo aqui apresentar alguns para a reflexão do leitor(a).
 
Um deles refere-se ao uso dos termos superdotado e gênio como sinônimos. A característica do gênio está relacionada aos casos de indivíduos que tenham dado contribuições originais e de valor para a sociedade na área científica ou artística. Por exemplo Mozart e Leonardo da Vinci. A criatividade do gênio pode levar à quebra de paradigmas ou a estabelecer novos conceitos. Já o superdotado tem um potencial, e demonstra um contínuo em termos de habilidades em alguma área, superior à média.

13 de dezembro: o dia da maldade na história brasileira - Erika Kubik da Costa Pinto

Coincidência ou não, na mesma data em que o Ato Institucional nº 5 completou 48 anos, o Senado Federal, sob a presidência de Renan Calheiros, aprovou a tão discutida PEC 55 (que tramitou pela Câmara dos Deputados como PEC 241). Os dois acontecimentos representam rupturas históricas na ordem política nacional com reflexos imediatos nos direitos fundamentais dos brasileiros, com mais uma coisa em comum: a amplitude temporal desse impacto. O AI-5 irradiou efeitos sociais e políticos nefastos por quase duas décadas.

Economia e o índice Big Mac - Danilo Amaral da Fonseca e Roberta Montello Amaral

Semana passada esta coluna apresentou um caso prático de distorção de preços em nossa cidade. Nesta semana resolvemos investigar se este fenômeno é local ou também acontece ao redor do mundo. Para isso resolvemos recorrer à teoria da Paridade do Poder de Compra, que considera que um mesmo produto vendido em qualquer parte do mundo, ao ser convertido para a mesma moeda, deve ter o mesmo valor. Em economia classifica-se este produto como homogêneo. Dificilmente podemos verificar essa situação na prática porque não é tarefa fácil achar produtos homogêneos ao redor do mundo. Um dos poucos produtos considerados homogêneos é o hambúrguer Big Mac. Ele se encaixa nas características de um produto homogêneo, ou seja, é um produto padronizado e praticamente idêntico em qualquer país em que é vendido.
 
Criado em 1986 pela revista The Economist, o Índice Big Mac tem o objetivo de realizar um cálculo de taxa de câmbio correlacionando-o com o PIB per capita dos países analisados. Esse índice faz um levantamento de 53 países que possuem lojas da rede de fastfood Mc Donald’s. Utiliza-se o preço local do sanduíche em cada um desses países para fazer uma relação com as taxas de câmbio praticadas. Com este cálculo torna-se possível encontrar o valor do hambúrguer de cada país ao ser convertido para dólar, moeda escolhida como base para todo o cálculo do índice.

Aula Magna do Curso de Direito - A crise no sistema carcerário

No dia 9 de março, às 19h, acontece a Aula Magna do curso de Direito do UNIFESO, na Sala do Tribunal do Júri, no sexto andar do Prédio Flavio Bortoluzzi de Souza. Com o tema “A Crise no Sistema Carcerário - Uma Análise Crítica”, a atividade vai contar com a participação do Dr. Alexandre Abrahão Dias Teixeira, Juiz Presidente do III Tribunal do Júri do Rio de Janeiro.

O lagarto que deseja ser dragão - Roberta Montello Amaral

Nesta semana resolvi fazer minhas compras de Natal. Como sempre faço, preparo uma lista com as pessoas que desejo presentear e imagino um orçamento global para gastar com esta lista. Antes de começar as compras ainda faço uma distribuição de acordo com a importância do presenteado: pais e filhos com os presentes mais caros, amigos mais próximos com presentes intermediários e colegas com presentes mais em conta. Feito isso, imagino presentes que “caibam” no meu orçamento inicial e que sejam parecidos com os presenteados. Para facilitar minha vida, sempre faço uma pesquisa na internet à procura de itens que atendam ao que espero em relação ao preço e ao gosto dos presenteados. E foi justamente nesta etapa que me deparei com o tal lagarto que, ao que parece, sonha em ser dragão.
 
Em colunas passadas, sempre que faço uma análise histórica do IPC-FESO, o índice de preços ao consumidor de Teresópolis, apurado com a ajuda dos alunos dos cursos de Administração e de Ciências Contábeis do UNIFESO, costumo lembrar a você, leitor, qual a definição clássica de inflação: aumento contínuo e generalizado no nível geral de preços. Pois bem, desta vez, vamos nos aprofundar um pouco mais em outros conceitos ligados à inflação.
 
Para começar, vamos conhecer o que é moeda. Para os economistas considera-se moeda tudo o que é aceito pela população em geral e que possui três características (chamadas de funções): é aceito como meio de troca, possui reserva de valor (amanhã eu compro coisas semelhantes às que compro hoje) e serve como unidade de conta (me permite comparar quantos liquidificadores são equivalentes a um carro, por exemplo). Em ambientes hiperinflacionários a moeda do país perde estas três funções. Em ambientes inflacionários esta mesma moeda perde uma ou duas de suas funções. Quando a inflação começa a ganhar importância, uma das primeiras funções que a moeda perde é a capacidade de servir como unidade de conta, ou seja, perdemos a capacidade comparar os preços relativos. Pois bem. Foi justamente este ponto que me causou preocupação quando fiz a busca na internet para as minhas compras de Natal.

Janeiro de 2011: uma tragédia que ainda não acabou

Ronaldo Sávio Paes Alves, Jeane Barbosa de Souza e Natalia Pimentel de Queiroz*
 
A tragédia de 2011 deixou marcas profundas em Teresópolis. Para além de imprecisos dados relativos às vítimas fatais, os desdobramentos de tal evento perpetuaram a tragédia pessoal de seus sobreviventes: promessas não cumpridas, benefícios sociais atrasados, imóveis construídos e não entregues, e o humilhante descaso de entidades oficiais e autoridades de diversas esferas.

Páginas