A importância do orçamento para as empresas - Paulo Henrique Tayt-Sohn

O orçamento é um instrumento de planejamento e controle fundamental para as empresas, pois estabelece com antecedência as ações a serem executadas e os recursos que serão despendidos, ou seja, a empresa mensura o quanto deseja produzir ou comprar de mercadorias e quanto deseja vender para alcançar a receita proposta e a partir daí tem que analisar quais recursos, despesas e custos vai disponibilizar para que consiga alcançar o resultado planejado.

Esta é uma ferramenta pouco utilizada hoje nas micro e pequenas empresas, os gestores só se preocupam se têm caixa para pagar as contas e esquecem de verificar onde eles estão hoje e onde querem estar no futuro.

Administrar uma empresa sem orçamento pode ser comparado a sair para uma viagem sem verificar onde quero ir, como pretendo chegar ao destino e quanto precisarei para aquela viagem.

Um orçamento simplificado de uma pequena empresa de comércio deve conter no mínimo os seguintes itens: projeção de vendas, de impostos, CMV (custo das mercadorias vendidas), comissões, despesas gerais (papelaria, despesas de manutenção, contador, etc ), aluguel, despesas com pessoal e despesas com juros.

Com a projeção de todas as receitas e despesas mês a mês, posso então projetar o meu lucro e este ser o meu objetivo do ano. Com base nestes números também podemos criar metas para todos os funcionários da empresa, transformando assim o orçamento numa ferramenta que vai além do simples controle financeiro, ele será também o agente motivador para que os planejamentos dos sócios sejam executados o mais próximo possível de suas expectativas.

O fato da empresa ter orçamento não significa que todos os seus problemas estarão resolvidos e que aquele resultado projetado é o real, a única certeza que temos é de que haverá desvios dos valores projetados, e que teremos que revisar e comparar o orçado com o real no mínimo uma vez por mês, seria mais ou menos como comparar com o GPS do carro, cada vez que desviamos da rota traçada o aparelho recalcula um novo trajeto, porém em ambos os casos temos muito claro o nosso destino.

Com a implantação de um orçamento para no mínimo um ano, a gestão da empresa fica muito mais fácil, conseguimos ver claramente onde estão os problemas. Momentos como o que estamos passando agora na economia dependem de respostas rápidas no dia a dia das empresas. “Se você não pode medir, você não pode gerenciar” (Peter Drucker).

Faça a experiência em sua empresa, organize seus dados, transforme-os em informação, em um diferencial competitivo, pare de tomar decisões emergenciais e passe a tomar decisões estratégicas, e o mais importante, com antecedência.

Muitas empresas não têm pessoas qualificadas para executar esta tarefa, porém conte com o auxílio do seu contador, ele com toda certeza poderá montar para sua empresa um DRE (Demonstrativo de Resultado do Exercício ) e auxiliá-lo na implantação de um orçamento simplificado.

————
* Paulo Henrique Tayt-Sohn é contador, possui MBA em  Controladoria e Finanças e é professor do curso de Ciências Contábeis do UNIFESO. E-mail: paulo.henrique@arborbrasil.com.br.